Especial

Mudança para melhor

Dnit e Vilasa Construtora realizam parceria para readequação de trechos da BR-251. Ao todo, serão 88 km entre Montes Claros e Grão Mogol, divididos em três trechos
Guilherme Aroeira
200 - 04/08/2017

54 Iniciadas no mês de junho deste ano, as obras de readequação da BR-251, entre Montes Claros e Grão Mogol, trecho com grande fluxo de veículos de passeio e de carga, irão trazer melhorias pontuais para a região. Além da recuperação, que terá a duração de dois anos, o contrato também prevê a manutenção da rodovia pela Vilasa Construtora. Atualmente, a rodovia recebe um fluxo diário de 11 mil veículos, segundo informações da unidade local do Dnit. Tal volume de tráfego é impactante no desgaste da via, o que demanda obras para adequação de capacidade, uma vez que a BR foi construída ainda nas décadas de 1970 e 1980.

Avaliada em R$ 38 milhões, as obras já estão em fase inicial no trecho entre Montes Claros e Janaúba, considerado o ponto mais crítico. Nele, está sendo feito o preparo da pista para o novo asfalto, em decorrência do elevado desgaste sofrido. Os outros dois pontos são entre Janaúba a Francisco Sá, em 26 km da via, e de Francisco Sá até Grão Mogol. As obras nos 40 km da BR já estão com obras adiantadas.
Weiner Nether, engenheiro chefe da unidade local do Dnit, salienta a importância da obra: “Por conta do excesso de peso dos caminhões e do volume de tráfego, a rodovia foi se degradando desde sua aplicação. Essa intervenção vem justamente para adequar e capacitá-la, contando inclusive com a duplicação de alguns trechos, viadutos e trevos”.

O contrato, além das obras de recuperação e readequação da BR-251, ainda prevê a manutenção dos trechos entre Montes Claros e Grão Mogol, sob a responsabilidade da Vilasa Construtora, por cinco anos.




Comentários