Veículos

Semi & Novos

William Bonjardim e Rodrigo Gini
202 - 11/10/2017

SUV da GM chega com tudo

Roche Foto

Para entrar numa briga de foice contra adversários como o Jeep Compass, o Hyundai Santa Fe, o Peugeot 3008 e o Honda CR-V (apenas para citar os principais), a Chevrolet precisava apostar num pacote atraente sob todos os aspectos. Que o Equinox, SUV médio/grande da casa da gravatinha, tem atributos para vender bem, já se sabia – o modelo lidera o segmento no mercado norte-americano. Restava saber o preço, revelado pela montadora e bastante competitivo: a pré-venda começa em R$ 149,9 mil. Com o importante detalhe de que se trata da versão topo de linha (Premium), a única oferecida no país. Com 4,65 m de comprimento, muita tecnologia embarcada e o 2.0 turbo quatro cilindros também usado no Camaro sob o capô (262 cavalos), tem tudo para vender, e bem, por aqui.

Salão de extremos

Com a ausência das fábricas que preferiram aderir aos lançamentos na internet, o Salão de Frankfurt traz poucas novidades de peso, mas joga luz sobre o futuro da mobilidade, com várias propostas de elétricos – casos do Honda Urban EV, do VW ID Crozz II ou da BMW Vision Dynamics. No extremo oposto, a grande atração da mostra foi o hiperesportivo Mercedes AMG Project One, criado para homenagear os 50 anos da divisão de performance da marca: uma máquina empurrada pelo mesmo V6 biturbo 1.500 cc usado na Fórmula 1 e com preocupação extrema com a eficiência aerodinâmica. Capaz de chegar aos 350 km/h, mas que, por ser edição limitada, exigirá muitos milhões na conta dos compradores.

Dica do mês
Se a transmissão por corrente é a mais comum entre as motos, não faltam modelos em que a força do motor é jogada à roda traseira por meio de correia ou de um eixo cardã. Quais são as vantagens e desvantagens de cada sistema? Qual registra a maior perda de potência na medição no dinamômetro? Esse é o tema do vídeo no canal Seminovos BH Notícias, no YouTube – confira no goo.gl/nva1GK.




Comentários