Debate

De olho no futuro

Presente e futuro da Usiminas são pautas do próximo Conexão Empresarial
Maíra Leni
203 - 01/11/2017

Divulgação

Manter uma empresa sólida no mercado é tarefa árdua. É necessário confiança e investimento. A siderúrgica Usiminas que completou 55 anos de operação em outubro foi a primeira estatal privatizada no país em 1991. Por isso, Usiminas: um olhar para o presente e o futuro será a pauta discutida na 9ª edição de 2017 do Conexão Empresarial, iniciativa do grupo VB Comunicação que acontece no dia 14 (terça), no Espaço V, em Nova Lima. Realizado no formato de almoço-palestra, o evento voltado para políticos e empresários será conduzido pelo diretor presidente da empresa, Sergio Leite de Andrade, com início às 12h. 

perfil
Sergio Leite de Andrade é diretor presidente da Usiminas, com mais de 40 anos de carreira na companhia. Graduado em engenharia metalúrgica pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e mestre em engenharia metalúrgica pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), possui especializações como engenheiro e auditor da qualidade pela American Society for Quality (ASQ) e pela Associação Brasileira de Controle da Qualidade (ABCQ). Atualmente, é vice-presidente do Conselho Diretor do Instituto Aço Brasil, do qual é membro desde 2008, e integrante do Conselho Deliberativo da Associação Brasileira de Metalurgia e Materiais (ABM), do qual também foi diretor por dois mandatos (1993 e 1998/1999). Ingressou na Usiminas em 1976 como engenheiro pesquisador e, em seguida, engenheiro do Controle Integrado de Chapas Grossas até assumir, a partir de 1983, cargos executivos na companhia: chefe da Unidade de Metalurgia de Aciaria e Laminação de Placas; chefe da Unidade de Padronização e Coordenação, responsável pelo Controle Integrado dos Produtos Chapas Grossas, Laminados a Quente e Laminados a Frio; superintendente do Centro de Pesquisa e Desenvolvimento; superintendente técnico industrial e superintendente de marketing. A partir de 2008, passou a atuar na diretoria da Usiminas, ocupando as posições de vice-presidente de negócios; vice-presidente de siderurgia; vice-presidente comercial. Com mais de 60 trabalhos técnicos publicados em congressos no Brasil e no exterior, e experiência em docência em universidades do país, foi também membro do Comitê de Tecnologia do International Iron and Steel Institute (IISI), entre 1994 e 2000, além de vice-presidente da Sociedade Mineira de Engenheiros, de 1999 a 2005. Em 1997, foi laureado pela Câmara de Vereadores de Ipatinga com o título de cidadão honorário do município.




Comentários