Minas Inova

Minas Inova

Téo Scalioni e Giuliano Le Senechal
203 - 01/11/2017

Apresentação digital com destaque

O avanço tecnológico chegou também à maneira como as empresas se apresentam aos seus clientes e consumidores.Até pouco tempo, as explicações sobre a capacidade operacional eram feitas oralmente ou em uma apresentação no chamado PowerPoint. Foi nesse contexto que a Fosfato Digital, agência de criação e publicidade digital, chegou para inovar o mercado mineiro e brasileiro. Criada há 22 anos por Afrânio Silveira, a empresa já tem portfólio superior a 300 apresentações concebidas.

Apresentação digital com destaque II

“Prezamos sempre por conteúdos multimídias, persuasivos, objetivos, dinâmicos, econômicos e inovadores. Dessa maneira, temos como produto final vídeos leves e compatíveis com diversas plataformas. Uma das maiores vantagens é que, ao trazer todas as informações do negócio de forma prática e rápida, as apresentações permitem transmitir a mensagem de nosso cliente da melhor maneira possível”, afirma Silveira. Para conhecer mais sobre a Fosfato, basta acessar o endereçofosfato.com.br ou visitar a Fosfato Digital pelo YouTube.

Startups em apuros

“Belo Horizonte não quer estimular o empreendedorismo. A cidade quer sim é expulsar as startups daqui. Aqui só se quer arrecadar e não incentivar o crescimento”. Foi com essas palavras que o vereador Mateus Simões (Novo) impôs, de maneira esbravejante, sua opinião sobre projetos da Câmara Municipal de BH que sugeriam aumento de impostos, em especial o ISS para as chamadas empresas de base tecnológica. Segundo o edil, já muito atuante em seu primeiro mandato, a “fúria arrecadatória” da secretaria de Fazenda do município o deixa abismado. “Aqui só se quer meter a mão no bolso do contribuinte. Querem enterrar nossas empresas e isso tudo é muito triste”, concluiu Simões, dirigindo-se ao presidente da Casa, o vereador tucano Henrique Braga.

Startups a salvo

Depois de alguns dias de briga, venceram os parlamentares que lutaram para ajudar as empresas. Além de Mateus Simões, o novato Gabriel Azevedo (PHS), também defensor do não aumento de alíquotas, quase foi às vias de fato com o líder do governo na Câmara, o veterano Léo Burguês (PSL). Mas venceu o bom-senso, e o prefeito Alexandre Kalil (PHS) mandou retirar do texto a sobretaxação.




Comentários