Gastronomia

Viver Gourmet

Maíra Leni
203 - 01/11/2017

Juliana FlisterChef Leonardo Abreu
Maestria Gourmet

Formado em Gastronomia pela Estácio e especialista pela Mausi Sebess, de Buenos Aires, Leonardo é referência no trabalho de personal chef. Sua empresa, a Maestria Gourmet, trabalha com eventos personalizados, de grandes festas a eventos íntimos. Recentemente, ele abriu um quartel-general no Buritis, o Empório Maestria Gourmet, em que serve pratos da cozinha contemporânea harmonizados com vinhos e cervejas artesanais, além de receber clientes para aulas e menus-degustação.

Juliana FlisterCamarão provençal com arroz negro e molho de aspargos

Ingredientes
(serve duas pessoas)
4 camarões-rosa VG
150 g de ervas de Provence
(tomilho, alecrim,
orégano, manjerona)
2 xícaras de arroz negro
2 cebolas pequenas
2 colheres (sopa) de azeite
½ xícara de vinho branco
Caldo de legumes
4 aspargos
300 ml de creme de leite fresco
Sal e pimenta-do-reino a gosto
modo de preparo
arroz Cozinhe a cebola no azeite. Junte o arroz sem lavar. Refogue por 1 minuto, adicione o vinho e deixe evaporar. Adicione o caldo de legumes e ferva. Cozinhe por aproximadamente 40 minutos.
camarões Pique muito bem todas as ervas de Provence e reserve. Cozinhe os camarões rapidamente com água, escorra-os e reserve. Em uma frigideira, coloque a manteiga, os camarões, o sal e, por último, acrescente as ervas. Fique atento ao tempo de cocção: os camarões devem ficar rosados e formar uma crosta de ervas.
aspargos Descasque os aspargos e deixe cozinhar em uma panela com água e uma pitada de sal por aproximadamente seis minutos. Escorra-os, passe em água fria e reserve. Separe as coroas dos aspargos e pique o restante em rodelas. Leve o creme de leite ao fogo baixo, coloque as rodelas de aspargos e cozinhe por aproximadamente três minutos. Acerte o sal e pimenta a gosto.
montagem Em pratos individuais, coloque o arroz negro em um aro e os dois camarões por cima. Coloque o molho de aspargos ao redor da preparação. Finalize com as coroas dos aspargos e pequenos brotos.

Pedro VilelaBoca-livre
Com abertura prevista para novembro, o Mercado da Boca promete mesclar sabores de diversas nacionalidades à gastronomia mineira. Localizado no Jardim Canadá, o empreendimento está sendo inspirado nos grandes mercados internacionais, como o Mercado da Ribeira em Lisboa (Portugal), e o Foodhallen, em Amsterdã (Holanda), e terá parceria de grandes chefs mineiros, um para cada operação, além de bares de cerveja, vinho, gim e cachaça. “Estamos unidos para tornar essa ideia real desde 2015. Percebemos que as pessoas estão mudando a forma de consumo e buscam novas experiências. Queremos unir conversa, risadas e boa experiência gastronômica para todos”, conta Lucas Vereza (ex-boate Cinco), um dos seis sócios.




Comentários