Soluções

Gestão e inteligência, palavras para o sucesso

Epar Business Experts aposta na gestão com inteligência para propor procedimentos de excelência aos clientes
Renata Rocha
207 - 05/03/2018

Pedro VilelaUm pastel e um caldo de cana em pleno centro de Belo Horizonte foram testemunhas da virada de chave feita em 2012 pelo empresário Eduardo Luiz, CEO da Epar Business Experts. Até então há 19 anos no mercado de trabalho atuando internamente na gestão de negócios de diversos setores, e já algum tempo coordenando uma empresa de construção familiar, foi na pausa feita em uma pastelaria, após uma reunião de negócios, que o empresário se viu refletindo sobre a sua trajetória profissional e decidiu traçar novos voos. “Naquele momento, consegui avaliar tudo que tinha feito ao longo dos anos e percebi qual era o meu caminho. Meu negócio sempre foi o negócio dos outros. Entendi que me dava bem gerenciando projetos de outras empresas e que era exatamente isso que eu devia fazer. Então, nasceu a Epar Business Experts”, lembra Eduardo.
A expertise tem também origens sanguíneas. O pai, empreendedor nato, sempre incentivou o filho, que, desde a adolescência, o acompanhava nos negócios e, aos 23 anos, já ocupava o cargo de diretor em uma faculdade com mais de mil alunos. Hoje essa experiência em business dos mais variados eixos traz para a Epar uma visão mais holística do mercado, na qual as soluções são baseadas nas particularidades de cada organização, sem uma fórmula pronta. A empresa tem como foco a gestão inteligente de negócios, engenharia e projetos, negócios imobiliários, contabilidade, recursos humanos e sistemas, por meio de uma metodologia própria e utilizando-se de sistemas exclusivos de padronização e controle de excelência e qualidade.
Sediada na capital mineira e com cerca de 40 funcionários, a Epar possui atuação em diversas praças do país devido à sua tecnologia totalmente on-line, que permite ao cliente controlar os negócios de qualquer lugar do mundo. “Nosso trabalho é gerir com inteligência. Além de solucionar questões como redução de gastos, mais eficiência e produtividade de funcionários, buscamos soluções para algo que, muitas vezes, o empresário não está nem enxergando um problema. Tem sido cada vez mais comum empresas nos procurarem antecipando alguma dificuldade que poderia acontecer. Outras vezes, clientes chegam até nós desejando, por exemplo, reduzir um custo, mas sem antes parar para refletir que aquele custo nem deveria existir. Nós nos tornamos, nesse sentido, um braço operacional da empresa, ao criar metodologias e procedimentos que vão gerar assertividade e eficácia para os processos empresariais”, conta o CEO. Ele ainda diz notar que o mercado não comporta mais empresas que apontam somente o problema: é preciso ir além e propor mudanças que resolvam aquelas questões. Dessa maneira, Eduardo não intitula a Epar como uma consultoria nos moldes tradicionais. Para ele, a gestão de inteligência vai além. “Uma empresa deve buscar olhar para as questões trazidas pelos clientes com o olhar dele e não com um olhar à parte.”
O CEO da Epar frisa ainda a importância de as organizações não criarem resistência e abrirem caminho para delegar funções aos que possuem mais excelência e domínio para executá-las. Um diferencial da Epar é o material detalhado produzido mensalmente e enviado às empresas na forma física e virtual, no qual consta tudo que foi feito no mês anterior. Por meio dele, o cliente consegue “tangibilizar” os processos. A ideia, segundo Eduardo, não é burocratizar, mas oferecer ao empresário ferramentas para tocar o seu negócio.
Em relação às projeções para 2018, o diretor se mostra positivo em compartilhar as novidades. A empresa se prepara para abertura ainda no primeiro semestre de uma butique de negócios que irá sistematizar processos para investimentos. Junto a ela, planeja também a abertura de um projeto de coworking. Outra novidade é a implementação de uma plataforma de internet das coisas (IoT), por meio de parceria com uma empresa do Rio de Janeiro. A tecnologia será usada no segmento empresarial para reduzir a manutenção coerciva e ampliar a preventiva em diversos processos, entre elas na manutenção de equipamentos.
Por último, a Epar está desenvolvendo uma parceria em gestão com uma grande rede imobiliária de Belo Horizonte, o que deve impactar a forma como as imobiliárias fazem o trabalho de locações e administrações de imóveis. “Ainda temos muitos desafios pela frente. Um deles é mostrar para o mercado os serviços que desenvolvemos e fazer com que eles alcancem um número maior de pessoas. Além disso, é sempre um grande desafio trabalhar com a ideia de que todo dia devemos adequar nossos processos com uma tecnologia capaz de gerar melhor custo e maior eficiência para os clientes que atendemos”, finaliza. vb




Comentários