De BH para...

De BH para...

Nessa edição, o mineiro Marco Aurélio Costa, fundador do emblemático restaurante Piantella, de Brasília, nos leva a um giro pela capital do país. Na página ao lado, confira sugestões de passeios em Belo Horizonte.
Dalila Coelho
207 - 05/03/2018

Marcello Casal JrBrasília

Catedral de Brasília
A sede da arquidiocese é uma verdadeira obra de arte, evidenciando que a religião influenciou também os modernistas. Para além da arquitetura suntuosa, assinada por Niemeyer, os vitrais que compõem a fachada e transformam o teto em céu são assinados por Marianne Peretti, as estátuas de anjos que pendem da cúpula são de Alfredo Ceschiatti, e a via-sacra, de Di Cavalcanti.
Restaurante Piantella
Fundado em 1976, o restaurante foi cenário de negociações políticas por quatro décadas. Ulysses Guimarães tinha uma mesa cativa; Tancredo Neves foi um dos frequentadores; Lula comemorou ali sua primeira eleição. Em 2016, a casa foi reaberta sob nova direção.
B Hotel
O recém-inaugurado B Hotel tem tudo para ser o melhor de Brasília, aponta Marco Aurélio. Projetado pelo renomado arquiteto Isay Weinfeld, o prédio se inspira nas linhas retas da capital e enriquece ainda mais a paisagem arquitetônica. Possui 306 quartos, restaurante de alta gastronomia e bar com vista na cobertura.
Panteão da pátria e da liberdade
Na praça dos Três Poderes, o Panteão é um memorial fúnebre que homenageia brasileiros que contribuíram para o engrandecimento da nação. A construção modernista foi criada por Niemeyer e simboliza uma pomba. Em seu interior, o Livro de Aço tem gravados os nomes dos condecorados, ao lado de um espaço expositivo dedicado a Tancredo Neves e de painéis que homenageiam os mártires da Inconfidência.
Parque da cidade
É o maior parque urbano da América Latina, com 420 hectares, superando o Central Park, em Nova Iorque, em tamanho. Reúne parque de diversão, centro hípico, kartódromo, quadras esportivas, lago, área para piquenique e churrasco e pavilhão de exposições.

Leo DrummondBelo Horizonte

Catedral Nossa Senhora da Boa Viagem
A arquitetura neogótica se destaca no hipercentro de BH. A história da igreja remonta ao início do século XVIII, quase dois séculos antes da fundação da cidade, quando uma capela foi erguida no mesmo local em homenagem à santa. Com a necessidade de um espaço maior para receber os fiéis, a igreja foi transformada em catedral e teve a construção atual inaugurada em 1923.
Vecchio Sogno
Localizado na lateral da Assembleia Legislativa, o restaurante mais premiado da cidade também é marcado pelo público distinto. Com inspirações italianas, é comandado pelo chef Ivo Faria, que realiza nele o desejo de chefiar a cozinha de seu próprio restaurante. No menu, pratos inovadores são harmonizados com a premiada carta de vinhos, que possui mais de 400 rótulos.
Radisson Blu
Localizado no bairro São Pedro, fica próximo ao shopping Pátio Savassi, oferecendo aos hóspedes a comodidade de estar em uma das regiões mais movimentadas da cidade. Além dos quartos espaçosos divididos em quatro categorias e café da manhã farto, o hotel possui espaço para eventos e reuniões, academia, restaurante e área de relaxamento.
Cidade administrativa
Quem chega a BH pelo aeroporto de Confins se surpreende com a arquitetura da Cidade Administrativa, na Linha Verde. O complexo é um dos últimos trabalhos de Oscar Niemeyer e foi criado em 2010 para abrigar a sede do governo estadual, que antes funcionava na praça da Liberdade. Os prédios Minas e Gerais, em formato curvo, ainda abrigam as secretarias do estado, mas o palácio Tiradentes, o maior prédio de concreto suspenso do mundo, foi desativado este ano, quando a governadoria voltou para o palácio da Liberdade.
Praça JK
O parque aberto localizado no Sion possui 28 mil m² de área verde. Além de receber eventos gratuitos frequentemente, a praça é ótimo lugar para fazer caminhadas, levar as crianças para brincar e estar em contato com a natureza. A serra do Curral, que emoldura os fundos do parque, cria uma linda paisagem para a área que é a cara de BH.




Comentários