Especial

Cidadão do mundo

Colunista Theodomiro Paulino comemora 52 anos de jornalismo sem nunca deixar o glamour de lado
Miriam Gomes Chalfin
200 - 04/08/2017

vre Ele começou a escrever ainda adolescente. E não parou mais. O jornalista e colunista social Theodomiro Paulino comemora 52 anos de profissão com muitas histórias para contar. Aliás, muitas delas estão no livro Theo uma vida, lançado há dois anos, com 600 fotos. “O lançamento do meu livro é a minha maior conquista, é um sonho realizado”, resume Theo. Ele confessa que sempre gostou do glamour e que, desde o início, se inspirou no colunista Ibrahim Sued, de quem foi amigo.

Durante toda a trajetória, Theo sempre fez questão de promover o nome de Montes Claros, a cidade natal. Em meados dos anos 1960, por exemplo, lançou o Baile da Glamour Girl, um marco no calendário social de Moc. A ele se juntaram outros eventos famosos, como Brotos do Ano do Norte de Minas, Personalidades do Ano e Destaques Jovens de Minas.

Além de bordões, como é preciso ser para acontecer, Theodomiro criou um estilo de escrever admirado pelos leitores. Se ele tem que criticar alguém, não deixa de fazê-lo. Em cada coluna e programa, a elegância sempre está presente.

Diariamente, Theo escreve, sozinho, as notícias. Também está à frente, há 32 anos, do programa de TV Encontro com Theodomiro Paulino. Todo mês de outubro, promove a Noite do Glamour, para comemorar o aniversário e o sucesso na carreira. Ele conta que um dos momentos mais importantes da trajetória foi ter recebido o ex- presidente Juscelino Kubitschek no baile Brotos do Ano, em 1968.




Comentários