Artigo

Mercados para a indústria

Olavo Machado
202 - 11/10/2017

Enfrentando a crise, a indústria mineira conduz uma intensa agenda de eventos voltados para inovação, tecnologia e, principalmente, realização de negócios. Juntos, a Fiemg, seus sindicatos filiados e as empresas associadas movimentam milhões de reais em cadeias produtivas fundamentais para a economia.


Foi assim no Minascon, o maior evento da cadeia produtiva da construção de Minas, realizado pela primeira vez fora de BH. De 11 a 13 de setembro, a Fiemg e os sindicatos transformaram Uberlândia na capital da construção civil e pesada do país. Foi assim também na Feira Industrial do Vale da Eletrônica, em Santa Rita do Sapucaí, realizada de 12 a 14 do mesmo mês. Apesar da crise, as 153 empresas deste arranjo produtivo local, situado no Sul de Minas, investem R$ 300 milhões no desenvolvimento e no lançamento de novos produtos neste ano. Na semana seguinte, entre os dias 18 e 21, um dos mais importantes e históricos setores industriais de Minas mostrou suas grandes novidades e, claro, realizou negócios, durante a Exposição Internacional de Mineração (Exposibram).


Em outubro, é a vez do Minas Trend, que chega à 21ª edição, com sucesso. De 3 a 6, cerca de 200 indústrias da cadeia produtiva da moda se reúnem, no Expominas, para fazer negócios e conhecer tendências e lançamentos. A busca por novos mercados consolidou o Minas Trend, criado há dez anos, como um dos principais salões do setor na América Latina.


Da moda para a indústria alimentícia e panificadora, chegamos à 31ª Superminas, que acontece em outubro, de 17 a 19, também no Expominas. Maior evento dos setores supermercadista e panificador de Minas, a feira se consolida como um acordo profissional e bem-sucedido entre as entidades representativas, com apoio do Sistema Fiemg. Serão 400 expositores em uma área de 25 mil m² dedicados aos negócios.


Minascon, Fivel, Exposibram, Minas Trend e Superminas são todos exemplos do trabalho parceiro do setor produtivo mineiro. Arregaçamos as mangas e vamos ao trabalho, pensando sempre na geração de negócios que possa nos levar a mais desenvolvimento.




Comentários