Especial Nova Lima

O céu é o limite

Setor imobiliário está em franca expansão em Nova Lima. Cidade vai ganhar supermercado, sala de cinema e novo campus universitário
Marcelo Moreira
206 - 05/02/2018

Divulgação

A falta de novos terrenos livres para a construção na região Centro-Sul de Belo Horizonte tem levado construtoras e incorporadoras a apostar as fichas na cidade vizinha. Não por acaso, Nova Lima tem recebido um dos maiores projetos de centralidade urbana do país. E isso deve aumentar. Nos próximos 50 anos, a previsão é de extenso leque de possibilidades de habitações e negócios.
Já foram iniciadas, por exemplo, as obras do mixed-used Navegantes, da construtora EPO, na lagoa dos Ingleses. Sob a administração da CSul Desenvolvimento Urbano, o empreendimento contará com uma loja dos supermercados Super Nosso, da Drogaria Araujo, três salas de cinema, além de intenções para a criação de um novo campus da PUC Minas. Autossuficiente, oferecerá infraestrutura e comodidade para quem, além de morar, poderá trabalhar, estudar e se divertir, diminuindo deslocamentos e integrando demandas. Ainda na primeira fase, está prevista a construção de outras 20 lojas, divididas em um único andar, com estacionamento para 200 veículos. O Navegantes está distribuído em 7,7 mil m² de área construída, e o investimento previsto é de R$ 80 milhões.
Além disso, a construção de indústrias – como a fábrica de insulina Biomm Technology e a empresa de equipamentos oftamológicos Suplimed –, associada a empreendimentos como o loteamento Costa Laguna e o outlet da rede Iguatemi, demonstram como o local já se consolida como uma região completa. “A centralidade está deixando de ser um projeto para se tornar uma realidade que já apresenta sinais de desenvolvimento, com a atração de empresas”, diz a presidente da CSul, Maury Bastos.
Isso colabora para o fomento econômico e das ofertas de trabalho no local e das cidades do Vetor Sul, como Itabirito, Moeda, Brumadinho e Belo Vale. “A proposta é diversificar as fontes de receita, com espaço para lojas, salas comerciais e residências. Em razão das dificuldades de mobilidade, as pessoas estão enxergando qualidade de vida no no tripé trabalho, lazer e vida”, pondera Gilmar Dias, presidente da EPO. Além da localização estratégica, próxima à região Centro-Sul, Nova Lima apresenta diversas características que a qualificam a receber empreendimentos de alto padrão. “A cidade possui infraestrutura completa e ampla rede de comércio e serviços. É também importante polo de crescimento devido ao número de terrenos disponíveis, ao clima, mais ameno que o centro de BH, e à facilidade de acesso às principais rodovias do estado”, descreve Dias.
Um dos pioneiros na trajetória imobiliária de Nova Lima é o Morro do Chapéu Golfe Clube. Loteado em 1958, o condomínio oferece ampla estrutura aos moradores, dispondo de parque com árvores frutíferas, pista de cooper e skate, além de espaço para alongamentos. O grande diferencial fica pelo campo de golfe, com
18 buracos, o maior do estado.
Cinquenta anos depois, o mercado nova-limense prova que é muito mais do que a sede. Em 2017, por exemplo, a EPO realizou a entrega do Residencial Terra, que integra, juntamente com o Residencial Sol, o complexo Botânico Casa Natureza, no Vale do Sereno – o nome se deve à área verde preservada, que chega a 30% do terreno. Com projeto do arquiteto Gustavo Penna, o condomínio busca o equilíbrio no desenvolvimento sustentável e na preservação do entorno. Os prédios possuem técnicas construtivas inteligentes e aplicação de materiais sustentáveis, além de seguir o conceito das edificações verdes, com atenção especial para a correta utilização dos recursos naturais.
Pela larga oferta de terrenos, o Vale do Sereno é um modelo diferenciado de ocupação, com e extensas áreas verdes e, ao mesmo tempo, acesso a lazer, comércio, serviços, educação e saúde. A EPO, aliás, atua na região desde 2007. Um dos primeiros pontos comerciais da região foi o Serena Mall, que reúne lojas de conveniência e empresas. Outro empreendimento da construtora na região é o Nova Lima Mall, às margens da MG-030. Com 22 mil m² de área construída e 350 vagas de estacionamento, possui 43 pontos, a exemplo das Lojas Americanas e a inauguração, ainda no primeiro trimestre, de uma unidade da Pizzaria Mangabeiras.
Para potencializar as características locais de Nova Lima ao apelo comercial, a EPO ainda investiu na construção do Jardim Casa Mall, no Jardim Canadá. O empreendimento alia arquitetura e design a um espaço de lazer. Nos próximos meses, será instalado no local o Mercado Da Boca, um conceito gastrô inédito por aqui.
Quem também investe em Nova Lima é a Conartes Engenharia, que apresenta o lançamento Piazza Fontana, no Vila da Serra. O edifício tem unidades de 190 m² e 206 m². A área de lazer, em clima de resort, contempla quadra de tênis, espaço infantil, academia, espaço gourmet, salão de jogos, sala de massagem, salão de festas, quadra esportiva e piscinas aquecidas.
Localizado em um terreno de 7,6 mil m², na alameda Oscar Niemeyer, o Concórdia Corporate, a torre mais alta de Minas (170 m), está na fase final. Fruto de uma parceria da Tishman Speyer com a construtora Caparaó, o projeto revela um edifício comercial de padrão internacional e qualidade semelhante a dos melhores imóveis corporativos do mundo. Maria Cristina Valle, vice-presidente da Caparaó afirma que o empreendimento está à altura dos melhores do mundo. “O Concórdia vem para reafirmar o compromisso com a paisagem urbana”, reforça. “É uma visão de longo prazo e de troca de experiências que resultam no desenvolvimento de um projeto referência para o futuro”, diz Daniel Cherman, presidente da Tishman Speyer no Brasil.
A PHV Engenharia também tem obras na região. Dividido em duas torres, o residencial Inconfidentes está localizado no Vale do Sereno e dispõe de 22,9 mil m² de área total, 30 pavimentos e um apartamento por andar. Além de espaço gourmet, salões de festas e academia, o condomínio conta com piscina, sauna, quadras de tênis, squash e poliesportiva.
Já a Concreto Construtora apresenta o Green Tower Tennis Residence, no Vila da Serra, torre com apartamentos de quatro quartos. O condomínio conta com área de lazer completa, espaço infantil, salão de jogos, SPA, sauna, academia, espaço gourmet, playground, piscinas (adulto e infantil), quadra de tênis e em grama.
DivulgaçãoAtrativos, aliás, é o que não faltam ao Beverly Hills, da Katz Construções. Localizado no Vila da Serra, o empreendimento foi projetado com foco na preservação do meio ambiente e possui espaço gourmet, academia, deck gramado e lounge inspirado na boate naSala. “A Katz busca levar inovação, tecnologia e respeito ambiental aos empreendimentos, sempre alinhado à localização. Nesse sentido, o Vila da Serra é perfeito, pois mescla muito verde e desenvolvimento”, diz o presidente da construtora, Daniel Katz.
Outro empreendimento de destaque é o residencial Kadosh, da RKM Engenharia, primeiro edifício no Brasil a receber o selo Casa Saudável. Com mais de 20 opções de lazer, o prédio conta com espaço gourmet com fogão à lenha, solarium com piscina aquecida e raia de 25 m, piscina infantil, deck molhado, pista de caminhada, fitness indoor e outdoor, sauna, spa, quadra poliesportiva, pomar e horta.
Adriana Bordalo, sócia-diretora da RKM, conta que o sonho da construtora sempre foi construir um prédio saudável, além de se preocupar com a sustentabilidade e a saúde dos moradores. “As pessoas estão mais conscientes. Na hora de escolher um imóvel, não estão preocupadas apenas com o melhor mármore, mas sim em viver bem. Esse selo veio validar o que a gente já acreditava, deste o início.” 




Comentários